Arborização urbana e as espécies nativas

Arborização Urbana

Caminhar pelas ruas e ouvir os passarinhos cantando em árvores altas no meio da cidade em vez de ouvir o barulho de veículos é extremamente aconchegante e tranquilizante, não é mesmo!? Isso só é possível graças à arborização urbana!

Neste conteúdo abordaremos sobre o que é a arborização urbana e como ela contribui para o bem-estar da população de regiões urbanas.

O que é arborização urbana?

A fim de manter o bem-estar da população e colaborar para o enriquecimento da natureza em cidades, a arborização urbana é a área verde planejada por especialistas de cada município, que realizam uma estratégia adequada para cada modelo de arborização.

É necessária uma documentação baseada no manual técnico de arborização urbana para verificar o que será implementado de forma segura, organizada e que proporcione um embelezamento ao ambiente escolhido. Para tomar a decisão do local a ser arborizado, como via pública, é importante fazer uma análise sobre:

  • a utilização da área, se ela foi planejada para atender a mais veículos de grande ou pequeno porte, a fim de evitar acidentes;
  • as redes elétricas instaladas no local;
  • o tamanho de recuo das residências e comércios;
  • o tamanho da calçada;
  • o porte, diâmetro, período de crescimento e os frutos da espécie da árvore que será plantada, além da arquitetura de sua copa para que a implementação não seja prejudicial tanto para a área de instalação quanto para a própria árvore.

A arborização urbana que é implementada nos centros urbanos pode ser dividida em alguns tipos, como:

  • vias públicas arborizadas;
  • praças;
  • jardins;
  • bosques;
  • parques urbanos, como o Parque Ibirapuera, localizado na cidade de São Paulo e considerado um dos melhores do mundo.

A importância da arborização

A arborização urbana é essencial para que a população tenha uma sensação de bem-estar no meio de regiões que são tomadas por excesso de sons de veículos, de congestionamento e poluição, tornando também o ambiente mais agradável de se caminhar em dias de sol.

Além de ser de grande importância para a saúde mental, a arborização contribui para o meio-ambiente ao tornar o solo mais permeável, equilibrar a temperatura e a umidade do ar, reduzir os impactos dos ventos, colaborar para a biodiversidade, entre muitos outros benefícios para pessoas e animais, o que influencia diretamente a agenda de sustentabilidade dos municípios.

Top 10 das espécies nativas

Como explicado anteriormente, é necessário verificar o tipo de vegetação ideal para cada região, o que inclui o porte, que pode ser pequeno, médio ou grande, além de ser interessante garantir a plantação de espécies nativas brasileiras. As 10 espécies nativas brasileiras para realizar a arborização urbana são:

  1. Pau-ferro: nativa da Mata Atlântica e pertencente à família Caesalpinia leiostachya;
  2. Guanhuma: pode ser encontrada na Mata Atlântica e em Cerrados do Norte, seu nome científico é Cordia superba;
  3. Mulungu: nativa da Mata Atlântica e também chamada de Erythrina speciosa;
  4. Pitangueira: nativa também da Mata Atlântica, seu nome científico é Eugenia uniflora;
  5. Jacarandá: essa espécie é encontrada na Bolívia e na Argentina, além do Brasil, seu nome científico é Jacaranda mimosaefolia;
  6. Aroeira salsa: é nativa da Região Sul do país, e seu nome científico é Schinus molle;
  7. Aroeira: encontrada na América do Sul e possui um nome científico parecido com a aroeira salsa, Schinus terebinthifolius
  8. Canafístula: muito encontrada no Nordeste do país, e seu nome de origem é Senna spectabilis;
  9. Quaresmeira: também da Mata Atlântica, seu nome científico é Tibouchina granulosa;
  10. Ipê: muito popular, esta espécie surge na Floresta Tropical, no Cerrado e na Caatinga, e seu nome científico é Tabebuia spp.

Agora que você já sabe a importância da arborização urbana, navegue pelo site da Plantar Ideias e conheça nossos projetos de arquitetura sustentável!

A Plantar Ideias atua com assessoria técnica para a realização de projetos arquitetônicos em áreas externas, realiza parcerias público-privadas e amplia a criação de espaços arborizados a fim de auxiliar a preservação ambiental.

EN | PT