O que é ESG? Entenda essa tendência

ESG é uma das tendências de arquitetura que estão mais em alta nos dias de hoje. Trata-se de um conjunto de diretrizes de boas práticas para serem seguidas por empresas e arquitetos.

Acompanhe o artigo para entender melhor sobre ESG!

 

Um pouco sobre o início de tudo

ESG é a sigla para Environmental, Social and Governance, que significa Ambiental, Social e Governança, em português. Durante as décadas de 1970 e 1980, critérios sociais começaram a ser considerados pelos fundos de investimento em decisões sobre quais empresas deveriam receber financiamento. Nessa época, o termo utilizado era SRI, sigla para Socially Responsible Investing, ou Investimento Sustentável Responsável.

O fundo de investimento norte-americano Pax Sustainable Allocation Fund Investor Class (PAXWX) foi o primeiro fundo responsável em 1971. Ele não realizava investimentos em empresas que financiaram a Guerra do Vietnã. Logo após, nos anos 1980, alguns investidores grandes não se associavam a empresas que causavam catástrofes ambientais.

Nos anos 1990 e 2000, surgiram índices financeiros socialmente responsáveis, como o Dow Jones Sustainability Index, que avaliava as empresas com fundamentos que, hoje em dia, são chamados de ESG. 

Em 2005, o ESG começou a ser utilizado e seus critérios começaram a ser levados em conta em decisões sobre investimentos. Suas diretrizes foram definidas por vários países – inclusive o Brasil. Atualmente, ele é uma das grandes tendências de arquitetura.

 

Investir ou não em ESG?

Vale muito a pena investir em ESG. A cobrança por ações sustentáveis está se tornando cada vez mais comum e evidente para as empresas, pois a preocupação com questões ambientais e a posição das organizações sobre isso têm sido cada vez mais importantes para os negócios.

O mercado financeiro também é influenciado pelas questões sociais e ambientais. Os pilares do ESG são pontos fundamentais nas decisões dos investidores e análise de riscos, por isso os fundos de investimento estão cada vez mais subsidiando menos as empresas que não tem um programa de sustentabilidade.

 

Pilares do ESG

Os pilares são: Environmental ou Ambiental, Social e Governance ou Governança.

Environmental ou Ambiental diz respeito a como a empresa lida com o meio ambiente, quais são os impactos que ela produz e como faz para diminuir os danos em todos os seus processos. O desempenho ambiental deve estar alinhado com os seis Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Organização das Nações Unidas (ONU), que são: 

  • Energia acessível e limpa;
  • Água potável e saneamento;
  • Consumo e produção responsável de recursos;
  • Vida na terra;
  • Vida embaixo da terra;
  • Ação climática.

Social é como os processos da empresa afetam as pessoas, como colaboradores, clientes e comunidade local.

Funcionários felizes com seu local de trabalho tendem a ter um relacionamento mais sólido com a empresa, o que pode melhorar o desempenho da companhia.

Algumas ações que ajudam o pilar social são:

  • Oferecer uma remuneração justa;
  • Saúde e bem-estar;
  • Condições seguras de trabalho;
  • Inclusão e diversidade;
  • Proteção contra trabalho infantil;
  • Medidas anticorrupção.

Governance ou Governança trata das políticas e estruturas em que a empresa é administrada. Algumas ações que mostram uma boa governança são:

  • Transparência;
  • Prestação de contas;
  • Equidade;
  • Postura moral;
  • Responsabilidade corporativa;
  • Ética.

 

Onde aplicar o conceito ESG?

A questão ambiental pode ser aplicada na arquitetura por práticas amigas do meio ambiente e tendências de arquitetura, como paisagismo, painéis solares e iluminação natural.

A social pode ser aplicada nas empresas com diversidade, projetos sociais e respeito aos colaboradores e clientes.

Na governança, aplica-se no cumprimento das leis e obrigações fiscais, transparência, entre outras práticas.

 

Finalidade do ESG

As vantagens são muitas, como:

  • Ganhos na produtividade;
  • Melhoria na imagem da empresa;
  • Melhor satisfação dos funcionários;
  • Vantagem competitiva a longo prazo;
  • Diminuição dos riscos ambientais.

 

ESG: como implementar?

Primeiro, identifique quais mudanças são necessárias. Então, veja quais ações de impacto social podem ser implementadas com ESG; escolha as melhores estratégias para a sua companhia; implemente conforme a capacidade da empresa e, então, verifique os resultados, repita e melhore.

 

Sobre a Plantar Ideias

A Plantar Ideias trabalha com arquitetura e paisagismo, criando cenários únicos e sustentáveis por meio dos critérios ESG.

Conheça nosso site e um pouco mais sobre o nosso trabalho!

EN | PT