Quais são as tendências de arquitetura e decoração para 2022?

Tendências de arquitetura para 2022

A pandemia afetou a sociedade de diversas maneiras. Na arquitetura, as empresas do ramo tiveram que se adaptar à situação de isolamento social e trabalho em home office. Com a chegada do final do período pandêmico, abre-se uma nova perspectiva para a arquitetura: os ambientes projetados para receber o “novo normal”. Acompanhe!

Quais são as principais tendências de arquitetura para 2022?

Veja agora as três principais tendências de arquitetura para 2022:

Natureza

A natureza sempre esteve ligada à arquitetura, desde a criação de ambientes externos até o uso de plantas e elementos naturais dentro dos cômodos. Para 2022, essa tendência é ainda maior, já que as pessoas estão cada vez mais preferindo ambientes aconchegantes e que proporcionem um maior bem-estar dentro de suas casas e escritórios.

O toque um pouco mais rústico traz aos ocupantes do local uma sensação de tranquilidade. Além disso, a utilização de elementos de iluminação natural vem forte para este ano, assim como a maior autenticidade dos cômodos transmitida pelo uso de materiais como as pedras e os diferentes tipos de madeira.

Tecnologia

Falamos de natureza, mas não podemos esquecer que a tecnologia também está presente no dia a dia de praticamente todas as pessoas – e no âmbito arquitetônico isso não poderia ser diferente. Dentro das casas, será possível notar um aumento do uso de aparelhos eletrônicos, como assistentes virtuais e demais objetivos voltados à automação residencial.

Muitas pessoas também vão continuar trabalhando em casa, o que fará com que a tecnologia seja aplicada para otimizar cômodos como quartos, salas e escritórios, a fim de equipá-los mais adequadamente para o trabalho.

Praticidade

Por fim, podemos falar da praticidade dos ambientes. Quanto mais prático é um cômodo, maior é o seu aproveitamento no dia a dia das pessoas. Isso vale para casas, apartamentos, escritórios, empresas e até projetos industriais.

A tendência para 2022 é a utilização de móveis que não sejam apenas decorativos e bonitos, mas sim funcionais. Dessa forma, o espaço é melhor aproveitado e o custo-benefício de cada aquisição é aumentado.

O uso das práticas ESGH na arquitetura

O Environmental, Social, Governance and Healthy (ESGH) – ou, em tradução literal, Ambiental, Social, Governança e Saúde – é um sistema criado para que empresas sejam mais responsáveis no que tange a todas as palavras da sigla.

Na arquitetura, podemos traçar alguns apontamentos ligados a cada uma das bases do ESGH:

  • Ambiental: o cuidado das empresas de arquitetura com o uso de recursos naturais, como a água, e a destinação adequada de resíduos;
  • Social: o olhar das organizações do ramo voltado à sociedade e à qualidade de vida das pessoas, com obedecimento das leis trabalhistas e com a composição de equipes mais diversas;
  • Governança: a transparência das empresas do segmento arquitetônico no que tange às suas práticas corporativas, o cumprimento das obrigações tributárias e legais e o compromisso com a ética empresarial;
  • Saúde: a utilização de estratégias de arquitetura para contribuir para a saúde das pessoas por meio de ambientes projetados também com essa finalidade.

Porque o ESGH está ganhando tanta importância?

O ESGH está cada vez mais em alta entre as empresas que visam se destacar no mercado. Isso acontece porque ele eleva a reputação do negócio, aumenta a satisfação dos colaboradores, ajuda a conquistar novos clientes e ainda pode ser tido como um grande diferencial das organizações que aplicam a estratégia de forma eficiente.

Se quiser saber mais sobre a Plantar Ideias, continue no nosso site e conheça nossos serviços e projetos!

EN PT