Quais são as vantagens de realizar um Estudo de Viabilidade em projetos de arquitetura e urbanismo?

O ato de projetar, no campo da arquitetura e urbanismo, significa lançar-se sobre um desafio em um território com intuito de proposição para um futuro, seja ele de curto, médio ou longo prazo. Projetar, nesse sentido, é um ato temporal e escalar. Com os projetos, pretende-se, ainda, atender a uma demanda, necessidade ou desejo de um indivíduo ou sociedade. 

Uma das primeiras abordagens sobre um projeto é o Estudo de Viabilidade, que analisa a real possibilidade de se dar seguimento com o seu desenvolvimento, elencando os desafios, apontando as vantagens e desvantagens, bem como os riscos de se tomar o caminho A ou B.

O Estudo de Viabilidade de Arquitetura e Urbanismo pode ter diversas abordagens, sendo uma das metodologias mais comuns a realização de três grandes etapas de trabalho, são elas: compreensão do contexto, formalização e análise, propostas e diretrizes globais.

O Estudo de Viabilidade para grandes empreendimentos é, portanto, um estudo realizado sobre uma região específica, que busca analisar se o projeto imobiliário ou público, como um bairro, condomínio ou parque urbano, pode ou não ser executado frente às leis, como Planos Diretores, orçamentos privados ou rubricas públicas, terreno natural e infraestrutura disponível, entre outras questões que embasam o desenvolvimento de propostas, objetivando a identificação dos impactos que o empreendimento terá no ecossistema que será inserido.

Para colaborar com o sucesso de um projeto, o Estudo de Viabilidade é também uma ferramenta que elucida os possíveis impactos sociais, ambientais, culturais e econômicos em seu entorno, tendo um papel importante da visão de futuro sistêmica que compreende o desenvolvimento de dentro para fora e de fora para dentro. Ter a visão completa das partes que compõem o projeto e como se relacionam.

O Estudo de Viabilidade avalia a adequação da infraestrutura, compreendendo a transformação dos espaços de modo a acolher de forma plena as vocações e atividades que o projeto se propõe. Para tanto, são traçadas premissas orientadoras que servirão como arcabouço referencial no processo de construção do projeto. 

Outro pilar do Estudo de Viabilidade é a compreensão do desembolso financeiro em uma linha temporal, tanto de execução do projeto como de sua operação, avaliando os possíveis riscos diante das diretrizes e propostas elencadas no projeto. O risco não é, necessariamente, algo ruim, pois todo projeto possui riscos envolvidos, podendo ser um grau mais leve ou arrojado, dependendo do cenário político, urbano e de inovação. 

O tipo de risco também pode estar atrelado ao retorno financeiro, social, ambiental e cultural. Nesse aspecto, o pragmatismo das diretrizes e propostas é fundamental para a tomada de decisão adequada.

A visão e o entendimento da transformação do projeto se constroem com experiência, visão integrada e habilidades multidisciplinares para compreender os dados vindos das diversas disciplinas envolvidas no processo do estudo, como infraestrutura, análise jurídica, econômica e operacional, além do conhecimento de nicho de mercado ou segmento de atuação.

Para a consolidação do cenário base do projeto, ainda é preciso ter o entendimento de todos os envolvidos, stakeholders, internos e externos, elencados por relevância e segmentos, criando uma rede de relações que, muitas vezes, funciona em cadeia e que pode potencializar posicionamentos, conflitos e, também, oportunidades apresentadas nas etapas de análise.

Portanto, realizar um Estudo de Viabilidade busca, de forma estruturada, trazer maior solidez e clareza ao desenvolvimento dos projetos, criando uma linha condutora de ações e medidas que visam poupar tempo, recursos humanos, financeiros, ambientais e, até mesmo, político-social, pois as possíveis zonas de conflitos vêm à tona, assim como as soluções.

Os profissionais da Plantar Ideias possuem grande experiência na elaboração de Estudo de Viabilidade, possuindo projetos de bairros, parques, equipamentos urbanos, nos quais puderam traçar as melhores práticas diante de uma leitura sistêmica sobre as problemáticas apresentadas. 

No caso dos parques, a equipe da Plantar Ideias assessorou a Construcap na elaboração do Estudo do Parque do Ibirapuera, que acabou por viabilizar a concessão do equipamento em uma parceria com o poder público.

No Estudo, tivemos a oportunidade de propor uma visão estratégica para potencializar as questões históricas, ambientais, culturais e econômicas, integrando as oportunidades de negócio, a fim de melhorar a experiência da população com o parque.

Quais são as vantagens de realizar um Estudo de Viabilidade em projetos de arquitetura e urbanismo?
EN | PT
error: Content is protected !!